segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

A novela dos terceirizados...

Segundo noticiou o Prof. Roberto Moraes, o Governo municipal tem a intenção de manter de 5 a 6 mil contratados sem concurso público, dentre os 11 mil ainda existentes. O objetivo é firmar um novo TAC com o Ministério Público e prorrogar os contratos daqueles que consideram imprescindíveis. Entretanto, a proposta de prorrogação desacompanhada de um plano de substituição de contratados por concursados, a curto prazo, é absolutamente inviável. Não existe motivo que autorize as prorrogações sucessivas destes contratos, nem mesmo a calamidade provocada pelas enchentes. Não tem razão de ser, por outro lado, a recontratação dos servidores demitidos na gestão de Mocaiber a pretexto de se fazer justiça. Somente através do concurso, onde seja assegurada igualdade de oportunidade, será feita a justiça. Entendo razoável mais uma prorrogação dos atuais contratos precários, desde que por um tempo curto e estritamente necessário à realização de concurso e desde que o Município apresente o cronograma, fixando as datas para a divulgação do edital, a realização das provas, a abertura de prazo para recursos, a publicação do resultado final, a homologação e, por fim, a investidura dos aprovados. Aguardar o término dos contratos para pressionar o Ministério Público a firmar um novo TAC não é uma boa medida, o tiro pode sair pela culatra.

7 comentários:

Flávia disse...

Pois é Cleber, pimenta nos olhos dos outros é refresco...já ví esse filme.Vamos esperar a atitude do Ministério do Trabalho em relação a isso. Até Casimiro de Abreu realizou concurso.Como e com que receita???Não posso provar, pode ser boato, mas tem gente falando que durante o recadastramento, muitos já sabiam que iriam continuar...

Carlos disse...

Pois é Cleber, no último concurso da Fesp em Campos, encontrei um ex funcionário do PSF que estava torcendo para não ser homologado o concurso, pois o mesmo foi muito mal na prova, nem classificou.Se não houver homologação, ele disse que voltaria, com um salário de R$6000,00. Cadê a capacidade técnica??Isso é culpa exclusivamente da justiça, que de nada serve em nossa codade.Desculpe o desabafo.

Marcos disse...

"...além da Defesa Civil, responsável pelo atendimento aos desabrigados e desalojados do município". Pra que manter na defesa civil funcionários sem processo seletivo, se recentemente aconteceu pela FESP, aquí em Campos , um processo seletivo para contratação temporária destes pela Secretaria Estadual de Saúde.Repito, existem vagas para Campos, portanto, mais uma balela da Prefeita para contratação irregular.

Anônimo disse...

Dr!!!!!

Com todo respeito, doutor, mas vc tem certeza que não existe nenhum plano para a realzação, onde está o equilíbrio, onde está a ética? É prudência esperar.

Por outro lado lembre-se o governo atual não competou um mês, onde estva sua vontade de fiscalizar durante os quatro anos de Mocaiber. Calmar vamos esperar um pouco para que a cobrança seje coerente.

Augusto

Cleber Tinoco disse...

Augusto,


Sobre o tal plano de realizar o concurso, de fato não tenho certeza, mas deveria? Quem deve dizer se existe ou não plano é o Governo, não eu! O primeiro mês da atual gestão não justifica as soluções equivocadas para problemas tão antigos. A minha omissão, a sua e de toda a sociedade quanto à fiscalização do Governo Mocaiber é para não ser repetida com o Governo Rosinha. Não devemos cometer os mesmos erros.

Anônimo disse...

Concurso da FESP para a saúde em Campos? Quando?

Simone disse...

Prova ocorrida no domingo,dia 11 de janeiro, com vagas para Defesa Civil em Campos, por contrato temporário de 01 ano, podendo ser prorrogado por mais 01 ano.GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE E DEFESA CIVIL.
Vagas:

CENTRAIS DE REGULAÇÃO

Baixada Litorânea

Cabo Frio
Hospital Regional de Araruama,
Rua Bernardo Vasconcelos nº 477 – Centro / Araruama – RJ
CEP 28970-000

Centro-Sul Fluminense
Três Rios
Rua da Maçonaria 320, Centro - Três Rios/RJ CEP 25805-025

Médio Paraíba
Volta Redonda
Rua Pedro Maria Neto 93 - Bairro Aterrado - Volta Redonda CEP.: 27215-590

Metropolitana I
Nova Iguaçu
Av. Governador Roberto Silveira, 2012 - Bairro Posse - Nova Iguaçu

Metropolitana II
Niterói
Rua Athaide Parreiras, 226 - Térreo / Bairro de Fátima - Niteroi

Noroeste Fluminense
Itaperuna
Rua Satiro Garibaldi, 325 / Centro - Itaperuna





Norte Fluminense
Campos
Av. José Alves de Azevedo nº 450
Cep: 28.025-496

Serrana
Teresópolis
Rua Júlio Rosa, 136 - Tijuca / Teresópolis CEP 25951-970

Município do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Pça. XV de Novembro, nº 4 - Maternidade Oswaldo de Nazaré / 3º andar

Central Estadual
Rio de Janeiro
Rua Henrique Valadares, 117 - 2º andar / Prédio anexo - IASERJ

NÚCLEOS DESCENTRALIZADOS DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE

BAIXADA LITORÂNEA
Hospital Estadual Barra de São João - End. Rod. Amaral Peixoto, 895 - Vila Nova Barra de São João . CASIMIRO DE ABREU

CENTRO - SUL
Rua da Maçonaria, 320 - 2º andar - Centro TRÊS RIOS

MÉDIO PARAÍBA
Rua Pedro M.Neto, 93 - Aterrado VOLTA REDONDA

METRO I-A
Rod.Presidente Dutra, 15450 (sala 028) - Jardim Esplanada NOVA IGUAÇU

METRO I-B
Rua Pedro Correa, 273 (15ºBPM) CEP:25020-160 Bairro Centenário - DUQUE DE CAXIAS

METRO II
Hosp.Estadual Alberto Torres
Rua Osório Costa c/ R.Tenente Elias Magalhães S/nº - Bairro: Colubandê / SÃO GONÇALO

NOROESTE
Av. Luís Eugênio Monteiro de Barros, 680 - Cidade Nova / ITAPERUNA

NORTE
Rua Tenente Coronel Cardoso, 909 - Centro / CAMPOS DOS GOYTACAZES

SERRANA
Rua Augusto Spinelli, 161 - Centro NOVA FRIBURGO

Divulgação/Publicação do Resultado Final no D.O. 29/01/2009