segunda-feira, 27 de outubro de 2008

É hora de mobilização...

A democracia não se resume ao voto, mais importante do que votar é fiscalizar o Poder Público. Há um certo consenso neste ponto, mas as palavras devem materializar-se em ações efetivas e o momento é agora. Estamos vivendo um tempo de transição política que reacende a esperança por dias melhores. A corrupção organizada, a mais nociva por sinal, enfraquece-se dia a dia até que um novo governante assuma o poder, quando, então, volta a crescer e alastrar-se como erva daninha a ponto de novamente consumir a esperança. É hora, portanto, de mobilização para tutelar a esperança e aqui já lanço uma sugestão: criar uma ONG (associação), com arrimo no artigo 5º e seu § 4º, da Lei 7.347/85 (Lei da Ação Civil Pública), cujo propósito seja precipuamente o combate à corrupção.

13 comentários:

Anônimo disse...

Cleber,

Perfeito seu comentário.
Uma realidade que devemos saber gerenciar, participando,...todos:
É hora de mobilização !



abraço .

Anônimo disse...

Dr. Cleber,
concordo que seja hora da mobilização, porém é também o momento da união. Campos já sofreu bastante com a falta de união política. União Política não é unanimidade. É sim, o exercício das atribuições do governo e da oposição visando o bem comum, o interesse público. Para o crescimento de nosso município necessitamos de participação, mas não só na fiscalização. Necessitamos da parceria entre o Poder Público e a Sociedade Civil Organizada no planejamento e, porque não, na execução das políticas públicas.
O Programa de Governo de Rosinha já foi aprovado por 51% dos eleitores que compareceram a urnas no último domingo, agora mas do que nunca, é necessário a participação popular para apoiar e fiscalizar a sua execução.
Fábio Ribeiro

Cleber Tinoco disse...

Dr. Fábio Ribeiro,


Sem dúvida, o diálogo será muito importante.

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o Dr. Cléber e acredito que a criação desta ONG seria o primeiro passo rumo à moralização política em nossa cidade. O povo vota e tem o direito de fiscalizar... Não se trata de fazer oposição...

Anônimo disse...

É isso aí Dr. É preciso deixar de lado esse clima de torcida organizada, pois as urnas já falaram, tá na hora da imprensa, inclusive alguns blogs, deixarem de se comportarem como extensão de comitês eleitorais e/ou partidos políticos. É abominável ver esses meios de comunicação tocarem músicas e jingles de campanhas de candidatos e seus profissionais se comportarem com tietes do representante recé eleito.
Nao nos esqueçamos que a mundança de poder em campos não foi lá mto substancial, mtas pessas que vao fazer parte desse jogo apenas vao voltar ao cenários que fizeram ou ainda fazem parte.
É preciso impedir que a frota de Hilux não mude apenas de endereços de suas garagens. É preciso impedir que o lamaçal apenas mude de local de sua formação, pois os porcos que chafurdaram lá chafurdarao cá tambem. É preciso nao ter Lama,Prefeita. É preciso mudar a cidade. É preciso ter cuidade em formar um equipe boa de governo, pois os lacaios, os abutres do poder àvidos em sugar o poder.
Dr. Cleber, essa idéia da ONG é mto boa e eu to aí, conte comigo.
Parabens pelo blog
j carlos
joclassic@gmail.com

Anônimo disse...

Dr.Cleber,

Andei revendo posts mais antigos a respeito dos terceirizados da PMCG.
Não temos absolutamente nada contra os terceirizados em si, apenas a maneira com que foram contratados, evidenciando um fato eleitoreiro e anti-democratico por parte do grupo ainda não candidato
anrando vianna, que ainda assim perdeu as eleições.
Quando falamos de mobilização, entendenmos tambem um desarmamanto por parte das atuais administradores municipais, com relação a deixar ou criar problemas para o administrador que assumira a PMCG.
Não entendi Dr. Cleber, exatamente o motivo em que a lei se baseou , permitindo o retorno dos terceirizados nesse momento.
Lembro que foi proibida a volta antes do resultado das eleições.
Me parece que dia 31 de dezembro mais terceirizados deveram ser demitidos, pelo mesmo motivo.(contratação indevida).
A urgencia do retorno dos terceirizados pela PMCG, obviamente não tem conotação social, já que quando admitidos o objetivo era outro.
Pediria ao Dr Cleber um esclarecimento jurídico a respeito dessa volta dos terceirizados, com relação a lei e o acordo que foi firmado.
Esse retorno seria até um concurso a ser aplicado pela PMCG ?
E os terceirizados de 31 de dezembro,( em quantidade muito maior) como ficarão ?
Não teria sentido retornar os que foram demitidos agora , para serem demitidos de novo em dezembro.
Essa atitude seria uma covardia e um ato de inresponsabilidade sem precedentes.
Qual o verdadeiro motivo dessa atitude do prefeito !

Infelizmente, não vejo ainda uma sinergia presente na nossa cidade !


Obrigado e abraço !

felixmanhaes disse...

Excelente idéia. Estou disposto dentro das minhas modestas possibilidades de ajuda a embarcar neste Projeto.

Jota B. disse...

pode informar alguma coisa sobre essa decisão aqui?
PROCESSO: RESPE Nº 34581 - Recurso Especial Eleitoral UF: RJ JUDICIÁRIA
MUNICÍPIO: CAMPOS - RJ N.° Origem: 5413
PROTOCOLO: 352732008 - 15/10/2008 17:37
RECORRENTE: ILSAN MARIA VIANA DOS SANTOS

ASSUNTO: AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE REGISTRO DE CANDIDATURA - INELEGIBILIDADE - REGISTRO DE CANDIDATO - VEREADOR - VIDA PREGRESSA
LOCALIZAÇÃO: GAB-FG-GABINETE - FERNANDO GONÇALVES
FASE ATUAL: 28/10/2008 22:32-Enviado para CPRO. Com decisão

__________________________________
GAB-FG 28/10/2008 22:32 Enviado para CPRO. Com decisão
GAB-FG 28/10/2008 20:46 Registrado Decisão Monocrática de 28/10/2008. Dado provimento ao recurso especial.
GAB-FG 28/10/2008 18:02 Cancelado o envio para COORDENADORIA DE PROCESSAMENTO
GAB-FG 28/10/2008 17:47 Enviado para CPRO. Para extração de cópias.
GAB-FG 27/10/2008 14:34 Recebido
CPRO 24/10/2008 19:24 Enviado para GAB-FG. Conclusos ao Relator em 2 volumes.
CPRO 24/10/2008 19:23 Juntado o Parecer da PGE nº 55975,"...conhecimento e provimento..."
CPRO 24/10/2008 18:57 Recebido
PGE 24/10/2008 18:10 Enviado para CPRO. Com parecer
PGE 16/10/2008 15:04 Recebido
GAB-SJD 16/10/2008 14:12 Enviado para PGE. Vista à PGE
________________________________
Ilsan Vianna ganhou o recurso? Não há possibilidades de impunar a eleição dela?

Helen Carneiro disse...

Olá Cleber!
Aprovo a sua idéia da ONG e desde já gostaria de lhe parabenizar pelo blog.
Que o Justo Advogado, nosso Senhor Jesus Cristo, seja sempre o centro da sua vida.
Abraços,
Helen Carneiro(Helen do Léo).

SOU DA PAZ disse...

Pode ser tudo a mesma coisa amigo da postagem anterior, mas com um diferencial de tetas mais sábias! Pena que Garotinho não me quis em sua campanha, o procurei em sua casa na lapa e em sua mesa sentamos, mas ele teve razão, afinal pedi muito e escolhi o lado errado... Deveria ter ido sim, de coração para o 15!Saí do 12 com grande decepção... mas fui a urna e mudei minha opção, pois a militância querida só então, visava seus cunhões e não o do POVO!!! Agora é a mudança geral, eu fui 12 e nunca mamei nas tetas deles,nunca tive boca na PMCG... Como eles falam, fui de coração para campanha, com promessas que nem foram cumpridas no 2º turno... Bateram a porta na minha cara, mesmo antes de "vencerem". Imagina se tivessem ganho? Mais um povo eu seria no meio de um nada... Doce ilusão... Enfim, parabéns Rosinha! Eu pedi mudança! E a justiça foi feita, tô de alma lavada!
Sou da Paz

Anônimo disse...

Dr. Cleber,

Concordo plenamente com a idéia. Só a título de sugestão, esta organização não pode, em hipótese alguma, receber recursos públicos e sua administração deve ser bem ampla, com representantes de diversos setores da sociedade. É claro que devemos estudar uma maneira de administrá-la de forma que se evite o máximo que pessoas ligadas a mesma venham a ser corrompidas. Com certeza esse tipo de sociedade funcionará melhor do que qualquer tipo de tribunal, pois não receberemos nada pelo trabalho (ou melhor, receberemos a satisfação de vermos os recursos da prefeitura bem empregados) bem como não seremos indicados por políticos, o que é uma boa fórmula para que funcione, pois a sociedade tem que ser totalmente apolítica, o interesse deve ser exclusivamente o Município de Campos.
Agora cabe a nós darmos o pontapé inicial e irmos a luta.
Marcos Hauaji

Anônimo disse...

e ai Dr. Cleber,, fale por favor.. entra ou nao entra com esse teor:
"Ministro concede recurso para candidata a vereadora em Campos (RJ)"
29 de outubro de 2008 - 19h32 Ver Arquivos
"O ministro Fernando Gonçalves (foto), do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), concedeu recurso a candidata a vereadora em Campos dos Goytacazes (RJ), Ilsan Viana (PDT).


Ela teve o registro de candidatura negado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) a pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE). Em decisão anterior, o juiz eleitoral havia deferido o pedido de registro.


O MPE sustentou que o registro não deveria ser concedido porque a candidata, subdiretora executiva da Associação de Proteção à Infância de Campos, responde ação por improbidade administrativa por superfaturamento em eventos, desvio de verbas e irregularidades em licitação.


Ao recorrer ao TSE, Ilsan Viana alegou que a Procuradoria perdeu o prazo para recorrer contra o registro de sua candidatura, argumento aceito pelo vice-procurador-geral eleitoral, Francisco Xavier Pinheiro Filho.


Em sua decisão, o relator do caso, ministro Fernando Gonçalves, anulou a decisão do TRE-RJ e determinou o retorno do processo para que sejam examinadas questões apresentadas pela candidata em grau de recurso e não analisadas pelo TRE".

Anônimo disse...

Dr. Cleber,
Sou totalmente a favor de qualquer tipo de participação, porém o que pondero é sobre o objetivo da mesma, pois acredito que tem que ser mais amplo e não tão somente sobre fiscalização.
Falando de fiscalização é preciso uma ataenção redobrada nestes dois meses restantes do governo Mocaiber. O que se ouve são boatos sobre depredação de escolas municipais, liberação de OS sem o devido processo de licitação, pagamento de obra só no papel e etc.
Acredito que o Ministério Público deveria acompanhar de perto os pagamentos e os comprometimentos da máquina municipal.
Um abraço.