quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Governo compra tachões mesmo Contran proibindo a utilização deles

Recentemente a imprensa noticiou que o CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) aprovou a Resolução n.º 336/2009, que proíbe a utilização de tachas e tachões nas vias públicas, aplicados transversalmente à via pública, como sonorizadores ou dispositivos redutores de velocidade, mas mesmo assim o Governo publicou hoje extrato de contrato para aquisição de tachões, tachinhas e cola para sinalização das vias deste Município. Em princípio não há problema nisso, porque os tachões têm outras funções na sinalização do trânsito.

* Atualização à 01:32 h: O blogueiro Xacal observou que a nova resolução do Contran proíbe apenas a aplicação transversal à via pública de tachas e tachões, não vedando outras aplicações na sinalização horizontal, conforme prevê o volume IV, do Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, aprovado pela Resolução nº 236/2007 do CONTRAN. Agradeço a intervenção do Xacal e informo aos leitores que o trecho em azul foi acrescido tendo em conta a advertência feita.

6 comentários:

Anônimo disse...

atenção Dr: Novos nomes hoje no DO p FENORTE:
Roberto Barbosa vai ser o novo companheiro seu ai na FENORTE- Parabens

Xacal disse...

aqui, Cléber, é preciso esclarecer:

O Contran proibiu a utilização de tachões (e as versões menores)como redutores de velocidade...

Elea ainda são utilizados como divisória de pista de rolagem e delimitadores de faixas, dentre outros usos de demarcação das vias...

Um abraço...e parabéns pela nova "aquisição" da Fenorte...conforme publicado pelo comentarista aí de cima...rsrsrs....

Cleber Tinoco disse...

Xacal,


De fato, tachas e tachões têm outras aplicações na sinalização horizontal, conforme Vol. IV do Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito (RES. 236/2007) do CONTRAN, disponível em:
http://www.denatran.gov.br/publicacoes/download/MANUAL_HORIZONTAL_RESOLUCAO_236.pdf

Obrigado pela observação, abraço!

Bicho possuido disse...

O último que sair, apaga a luz da Fenorte.


Bicho Possuído

Zergui disse...

Aqui em Novo Hamburgo-RS, protocolei representação no Ministério Público solicitando a retirada dos famigerados tachões do asfalto.

A dra. Promotora indeferiu a Instauração de Inquérito Civil ou investigações, alegando conceder tempo para que as autoridades municipais de trânsito estudassem formas de se adequarem à nova legislação.

Se fosse um cidadão comum, solicitando tempo (não especificado) para "estudar a adequação", já estaria enclausurado junto a criminosos.

Conforme citei na Contestação ao Indeferimento (ver a íntegra no blog), não há mais inversão de valores no Brasil; esses foram extintos.

Os representantes do povo e seus comandados, interpretam as leis da melhor forma que lhes aprouver.

Sempre desconsiderando os anseios da população, que só serve para pagar impostos, cada vez mais escorchantes e numerosos.

Brasil, até quando toleraremos isso?

Anônimo disse...

Aqui em Campos não está sendo cumprida a lei, hoje mesmo fui surpreendido com novos tachões recolocados onde estavam incompletos. Se não estivesse atento, teria passado contudo e de certa empaneria as rodas do meu carro e desalinharia a direção, no mínimo. Até quando o Sr. diretor da emut vai ficar descumprindo a LEI?