quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Fiscalizar é fundamental...

Não é apenas com o voto que se pode ter uma cidade melhor, o mais importante é fiscalizar. Para isso, são necessários mecanismos de controle social sobre os atos dos gestores públicos. Não importa quem seja o administrador, mas o que ele faz com o dinheiro público. O que se revela honesto, não estará livre das pressões para cometer ilegalidades. E o que é por natureza desonesto, atuará com ampla liberdade para fazer o bem e o mal como e quando quiser. O cidadão precisa tomar conta da coisa pública, defender os interesses comuns da coletividade. A coletividade não é personificada, mas isso não justifica o seu abandono. Esperar que um dia as coisas mudem para melhor, que apareça alguém para conduzir a cidade como nós queremos, é esperar em vão. Um futuro melhor não será obra de um único homem, não se engane com isso, exige esforço de muita gente. Ademais, a fiscalização da sociedade civil é um excelente motivo para o gestor não se render a tentações.

3 comentários:

Anônimo disse...

Tinoco,

Sem dúvida, fiscalizar é fundamental.
Incluindo nós mesmos, o que é difícil.
É complicado não misturar a pessoa política da pessoa administrador.
A primeira...emoção.
A outra...a razão.
Razão que deve ser exercida, baseando-se em itens de controle(durante) e itens de verificação na gestão de determinada atividade/processo.
Como foi mencionado, necessário se faz existir os mecanismos de controle social devidos e acessiveis.
Essas caracteristicas dos itens de controle são mais importantes do que a existencia do mesmo.
Percebemos a coletividade esperando esperar.
Talvez devido a porta sem chave,o vidro opaco, as mudanças dos adjetivos.
Essa apatia, deveria ser o motivo maior de preocupação para o administrador, pois sem a coletividade não há administração.
Sem administração não há gestores.
Esperar que um dia aconteça a quase qualidade total em estrada de mão única é realmente impossivel.
Pensamos então, e apanhamos uma frase que alguem escreveu:
"Somos o que há de melhor, somos o que dá pra fazer!".
Nós ---> cidadão + administrador
Então:cidadão-temos que fiscalizar.
gestor-queremos ser fiscalizados...é fundamental !


hunf
P.S. parabens pelo blog

Evandro disse...

Dr. Cleber "Phelps" Tinoco, estamos juntos nesta empreitada. O Blog é show! Vamos lutar ! Não seria preciso escrever ou dizer nada disso se realmente agíssemos, pelo menos, racionalmente em relação a todos, mas é preciso sim. Ai vai uma conhecida frase:"O que me preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem-caráter, nem dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons". Somos "bons" e não ficaremos calados e nem de braços cruzados.

Um grande Abraço

Evandro Louback

Fábio Ribeiro disse...

Meu colega Dr. Cleber, fiquei muito feliz com o advento deste blog. Sou conhecedor de sua competência e, principalmente, sua serenidade. Duas qualidades fundamentais para um bom "mediador", pois os temas devem ser abordados com qualidade de informação e imparcialidade. Vivemos um momento importante, e tenho certeza que este blog será uma ferramenta eficaz para que as pessoas de bem tenham a possibilidade de participar.
Acredito que a participação da sociedade, seja de forma individual, seja de forma coletiva, vem aumentando proporcionalmente com o grau de amadurecimento da democracia brasileira.
Ferramentas como Orçamento Participativo, Audiência Pública, Prestação de Contas( na internet ou não) são úteis e válidas, mas devem ser acrescidas do compenente de credibilidade de quem as produzem, caso ao contrário, as mesmas se tornam desinteressantes para a coletividade.
De qualquer forma a fiscalização social é fundamental para uma gestão pública compromissada com a moralidade e o bem comum.
Doutor, conte comigo.
Um grande abraço!
Fábio Ribeiro
FENORTE